FAQS

Psicomotricidade na Criança:

. O que é?

A Psicomotricidade é a área que entende e investiga as relações e influências entre o campo psicológico e o campo motor. A Educação Psicomotora reconhece no corpo, no movimento e na ação, elementos essenciais para aprender e agir sobre a realidade.

. Qual a importância da psicomotricidade na infância?

A psicomotricidade na infância é de vital importância para o desenvolvimento e aprendizagem da criança. Estruturando-se sobre três pilares: o querer fazer (emocional), o poder fazer (motor) e o saber fazer (cognitivo), esta ciência leva a criança a um desenvolvimento global e multidisciplinar.

. Qual a importância da Psicomotricidade na Adolescência?

Na adolescência começamos uma nova fase da nossa vida. Dá-se o nascimento para a vida em sociedade, no qual aparecem novos conflitos, tais como: perda do corpo infantil; perda da identidade infantil; perda dos pais infantis. É altura de sermos adultos, mas ainda nos sentimos crianças, ou vice-versa. Todos esses conflitos interiores vão criar uma desorganização e transformação na imagem corporal, levando-nos a uma nova identidade.

A Psicomotricidade é um apoio importante para a assimilação dessa nova fase. Agindo na aceitação dessa nova imagem, através da aprendizagem da relação, observação de si mesmo, consciência de quem somos e o que queremos, permite uma restruturação do indivíduo.

. Em que consiste a Intervenção em Psicomotricidade?

A intervenção psicomotora dirige-se á criança após uma avaliação cuidada e pretende utilizar o corpo e a ação da criança e do psicomotricista, de forma a ultrapassar as dificuldades detetadas, normalizando ou melhorando o comportamento da criança.

. Para que problemáticas é indicada ou para quem?

A psicomotricidade poderá ser utilizada no auxílio de problemáticas de caráter:

- Físico: dispraxia, desarmonias tónico-emocionais, instabilidade postural, perturbações do esquema corporal e da lateralidade, perturbação de estruturação temporal e espacial, perturbações da imagem corporal, problemas psicossomáticos, entre outros.

- Cognitivo: défices de atenção, de memória, de organização perceptiva, simbólica e conceptual.

- Sócio-afetivo: dificuldades de comunicação e de contato, inibição, agressividade, hiperatividade, entre outros. . O que é um Psicomotricista? É um profissional habilitado com curso superior da área da saúde e da educação, que previne, trata e estuda o indivíduo na aquisição e no desenvolvimento de transtornos psicomotores.

. Que técnicas são utilizadas pelo psicomotricista?

- Técnicas de Relaxação e de Cosnciencialização Corporal (através da reelaboração do esquema e da imagem corporal, da consciencialização tónico-emocional, com intencionalidade psicoterapêutica);

- Educação Gestual e Postural (reeducação da atitude, equilíbrio e controlo tónico)

- Atividades Expressivas (criação e transformação ao serviço da identidade, da capacidade de comunicação e da exteriorização tónico-emocional das problemáticas)

- Terapia e Reeducação Gnoso-Práxica (estruturação espacio-temporal, organização planificada e interiorização da ação e da sua representação através de formas diversificadas de expressão;

- Actividades Lúdicas (em grupo ou individual).

. Quais são os modelos de Intervenção?

- Preventivo – Promoção e estimulação do movimento, incluindo a melhoria e a manutenção de competências de autonomia ao longo de todas as fases da vida;

- Educativo – Estimulação do desenvolvimento psicomotor e o potencial de aprendizagem;

- Reeducativo ou Terapêutico - quando a dinâmica do desenvolvimento e da aprendizagem está comprometida, ou quando é necessário ultrapassar problemas psico-afetivos, de base relacional, que compromentem a adaptabilidade da criança.

. Quais os Objetivos Gerais de uma Intervenção Psicomotora?

- Aperfeiçoar ou normalizar o comportamento geral da criança e favorecer a sua integração social (através da consciência do próprio corpo, domínio do equilíbrio, controle da inibição voluntária e da responsabilidade, controle e eficácia das diversas coordenações globais e segmentárias, organização do esquema corporal, orientação espacial e temporal, entre outras...)

- Favorecer as aprendizagens escolares e preparar a educação das capacidades solicitadas durante a mesma.